Sem Esperança

Olhei muitos posts da morte do Ricardo dos Santos e notei que a falta de esperança das pessoas, num Brasil melhor e mais justo, é enorme. Esse sentimento vem crescendo assustadoramente e não é sem motivo. Fora as dificuldades económicas, que estamos passando, vemos que a falta de respeito com a população é algo lamentável. Até o 11 vezes campeão mundial Kelly Slater aponta erros graves na sociedade brasileira, que insistimos em deixar de lado. Pagamos impostos altíssimos para uma cambada de ladrões,  que sustentam uma estrutura de poder e não atendem minimamente a população mais carente. Dão uma esmola de bolsa família para pessoas humildes, mas não dão educação, saúde e segurança. Por outro lado, controlam o legislativo e o judiciário corruptos, para mostrar que agem dentro da lei e da ordem. Temos que aguentar 39 ministérios, cabide de emprego de partidos que apoiam essa estrutura nojenta de poder. Acordos escusos com empreiteiras, onde nosso dinheiro é desviado para esse grande grupo de malandros. Situações que seriam punidas num país sério, coisa que o nosso não é, como dizia o presidente francês Charles de Gaulle.

Independente da classe social, nossa sociedade vive dentro da Lei de Gerson, na qual o importante é levar vantagem em tudo. Essa mentalidade destrói o desenvolvimento de um país que poderia ser de primeiro mundo, pelos recursos e riquezas que tem. Ao contrário, somos um país de terceiro mundo que faz de tudo para não sair desse patamar. Chegou a tal ponto que ler jornal virou um desespero, pela quantidade de assassinatos, crimes de corrupção, mortes por descaso e por ai vai. Isso se tornou normal e a TV brasileira piora a situação passando novelas que ensinam tudo errado, mostrando violência em excesso em seus filmes e banalizando a vida.  Como podemos ter esperança se está tudo errado ?

Quando Gabriel Medina ganhou seu título mundial senti uma alegria que não sentia há muito tempo. Acho que só quando o Botafogo foi campeão brasileiro, em 95, tive tanta satisfação esportiva. O clube do meu coração está passando um momento muito delicado, pela má administração da diretoria anterior.  No futebol a Lei de Gerson impera, e alguns ainda acreditam que isso vai melhorar.

A morte do Ricardo dos Santos foi o oposto, fiquei profundamente triste com o ocorrido. Pensei na mãe dele e em tantas outras que perdem seus filhos por atitudes descontroladas de policiais despreparados. Na provável impunidade que assistiremos, e na falta de esperança que isso vai gerar. Logo agora que a comunidade do surf estava esperançosa por dias melhores, uma bomba cai em nossas cabeças. Sabendo separar o lado esportivo do social, acredito ainda em dias melhores para o nosso esporte. O efeito Medina pode ajudar a tirar o surf nacional do buraco. Quanto ao lado social, infelizmente não acredito em melhoria se não mudarmos a nossa mentalidade.

Homenagem a Ricardo dos Santos na Guarda do Embaú. Foto: Hellen Macha

Homenagem a Ricardo dos Santos na Guarda do Embaú. Foto: Hellen Macha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *