Até quando você vai surfar?

 

Hoje fui fazer uma sessão de surf com meu filho. Ensinando a ele agora com 17 anos e depois de muito querer que ele aprendesse. Mas fiquei pensando…nunca é tarde pra alguém aprender a surfar.

Dentro da água dois caras conversavam sobre família, vida , responsabilidades .

Um dizia que ia aproveitar o máximo pois daqui a pouco iria parar de surfar. Mulher, filho e trabalho.

Cada um tem seu tempo, pensei. E o meu quando será?

Perto dos 49 com quase 40 anos de surf ( isso mesmo você leu certo), ainda me considero um jovem. Quando Marcelo Andrade fica dizendo que temos a síndrome de Peter Pan, vejo com naturalidade essa síndrome provocada pela maresia.

Aos meus amigos que ainda surfam, estamos com dores na lombar, problema no joelho e capsulites adesivas ( ombro duro). Todos temos nossa dores . Fico feliz em ver Taiu rindo como criança quando voltou a sentir a sensação de deslizar em uma onda.

Fico feliz de ver pessoas com limitações se superando pra surfar.

Quando olho no facebook vejo meus antigos companheiros de classe barrigudos, obesos e com aspecto de pessoas velhas. Não que o surf seja o caminho para a longevidade, mas é um grande ajudante.

Sim fizemos opções na vida. Umas certas outras erradas. O de me manter com as sobrancelhas salgadas eu não me arrependo. O surf é a cura de muitos males.

Agora que você leu até aqui… lembra daquela mar clássico que você pegou? Lembra do dia que levou seu maior caldo e sua maior vaca? Lembra aquela sensação de liberdade e felicidade? Pois é….

Me diz até quando você vai surfar? Por favor não pára. Mantenha seu corpo salgado. Você merece.

E é por isso meus amigos que apesar de nesse próximo feriado de finados haverem muitas homenagens aos mortos, eu gostaria que vocês refletissem sobre a celebração da vida. Quando você for surfar da próxima vez externe sua gratidão pois é assim que você celebra a vida. Aloha

surf1

Porque você surfa ? O que move você ?

Acordei às 3h da matina, tomei um café reforçado e esperei meu primo e amigo de longas datas para pegar a estrada. Swell de sul 180 graus com 14 segundos, terral prometia o gráfico do surfguru.com.br . Na lata.

Era quarta feira. Adiei a minha reunião pra quinta e já tinha deixado tudo organizado e programado . Essa é a grande vantagem de se trabalhar com a internet, pensei enquanto o som do Rush tocava no carro.

Estar em qualquer lugar com acesso a net me permite surfar sem me preocupar com horário dia da semana e tempo.

Perto de completar 49 anos fiquei refletindo o que me fazia acordar tão cedo com o maior sorriso no rosto e dirigir por quase 2 horas amanhecendo na beira da praia pra pegar umas ondas. Faço isso desde os 9 anos de idade.

Até pra mim pareceu estranho…

Fiquei me perguntando até onde eu iria? Com que idade eu toparia continuar fazendo isso?

Para Marcelo Andrade, somos surfistas com a Síndrome de Peter Pan. É a mais pura verdade.

O mais incrível é que quando cheguei em casa de noite e coloquei a cabeça no travesseiro, eu só pensava naquelas ondas. Na primeira, na segunda ,na terceira…..Que dia !

Duas caídas de 3 horas de alta intensidade, nada mal pensei. Tô vivo!!!

Fiquei pensando nos mares que peguei desde moleque. Pensei naquele tubo seco num terral matinal.Nas batidas de back side no Abreus em uma tarde de quarta feira onde sai escuro de

dentro da água. Pensei nos ônibus que pegava com prancha e as caminhadas por horas pra surfar em Paiva num dia ruim.

Pensei no surf que fazia em Huntington Beach após a aula todos os dias.

Esses momentos é que sempre me motivaram e sempre fizeram com que eu nunca deixasse de buscar o real espírito do surf.

Tudo passava como um filme em câmera lenta.

O que me move é saber que cada onda é diferente. E que a felicidade nesses momentos jamais será esquecida.

Sim começamos a perceber que recordar é realmente viver.

Alguns são movidos pela fé. Outros por razões práticas como dinheiro, ambição. Muitos pela vaidade.Outros pela busca da felicidade.

Eu queria saber o que move você enfrentar uma água fria, um vento de sudoeste e mar agitado.O que te move levantar cedo e deixar a cama quente ? O que move ser muitas vezes “irresponsável” e ficar mais tempo dentro d’água quando você já era pra estar no trabalho?

Por que você surfa ? Gostaria de seus comentários .Me diz aqui embaixo,sua percepção do que te faz surfar?

Uma coisa eu sei.. Quando entra o swell certo e as condições estão clássicas, a síndrome de Peter Pan acontece. Dispara o gatilho da infância. Vamos ser felizes.Eu quero surfar.

Porque você surfa ? O que te motiva ?

Porque você surfa ? O que te motiva ?

Quem precisa de TV?

Ao assistir a final de Fiji onde Medina merecidamente levou o caneco fiquei pensando como as coisas evoluíram no nosso dia a dia.  Queria saber exatamente qual a audiência do público que assistia a final do Fiji Pro na internet. Alguém sabe me responder?
A qualidade da transmissão melhorou muito e ainda irá evoluir mais com as mudanças que estão chegando. Pensar que a transmissão vem lá do meio do mar. Ao vivo. Isso é maravilhoso.
Semana passada o Google começou a vender no Brasil um aparelho pequeno (chromecast) que parece com um pendrive onde você conecta seu celular n a TV e assiste o You Tube em tela cheia. Aos pouco estamos mudando nossos hábitos e como disse o Vitor aqui no blog (veja o artigo) a nova geração digital está chegando ao surf e fora dele.
Parar de trabalhar e assistir uma final brasileira em Fiji em seu laptop é uma mudança enorme. Na verdade uma quebra de paradigma.
O mercado de surf cresceu graças à internet e vai crescer ainda mais. Concordo com Guaraná (veja o artigo) quando fala que o nível dos comentários em português deixa a desejar nas etapas da ASP.
Com referência a opinião de Guaraná o senador Cristóvão Buarque publicou um artigo (dia 06) nos principais jornais com o título “Basta de Fingir” e nele diz que passamos em 20 anos de 1,6 milhões de alunos nas universidades para perto de sete milhões. E que a grande maioria que está aí sabe ler e escrever de forma medíocre. O que podemos esperar de um país quando não se investe em educação? Baixa qualidade, baixa produtividade.
Precisamos ser cada vez mais exigentes com a qualidade de transmissão, com o nível dos debates e o nível do surf no nosso país. Mas precisamos cada vez mais investir em educação. E precisamos escolher bem nossos políticos. Sem educação continuaremos a ser  reconhecidamente  indesejados  em vários picos de surf (isso é assunto para um outro post). Continuaremos a ser conhecido fura-fila (inclusive no surf) e continuaremos atrasados em quase tudo.
Voltando a falar da TV como não existe mais horário nobre e as noticias chegam fresquinhas pela net, a televisão cada dia perde audiência. Antes uma novela tinha 60 pontos de audiência hoje não chega 20 pontos.
A  diversão está garantida a qualquer hora em qualquer lugar, basta ter uma conexão com a net. Assistir a uma final em Fiji em tempo real no You Tube, não tem preço. A comunidade do surf agradece ao Google e agora o Brasil tem pelo menos até a etapa de Jeffrey Bay um campeão mundial de surf.
Quem hoje precisa de TV?

Highlights: Fiji Pro Final Day